Confira como foi o 7º Floripa On Play

19 gamers se reuniram ontem para o 7º FOP. O calor do final de dezembro em Florianópolis não impediu que a galera se divertisse até uma hora da manhã com muitos jogos! Foram 9 games, vamos a eles:

A noite começou com uma longa (quase 3 horas) partida de Power Grid. Eu (com ajuda do Leonardo) ensinei 5 novatos a participar de uma disputada competição pelo fornecimento de energia para o povo alemão! Méritos à Helena, vencedora da partida.

Na mesa do lado, pra ninguém ficar esperando, aconteceu a estreia do The Target: uma guerra de espionagem entre a CIA e a KGB. Isso sem falar dos agentes duplos. O pessoal que jogou afirma que o jogo é bom e que vão repetir a dose! Aliás, dessa vez a agência russa que se deu melhor.

O João Felipe, que jogou The Target, pediu para eu adicionar aqui estas correções às regras que foram jogadas ontem (ler e jogar na hora dá nisso):

O erro número 1 foi o seguinte: a carta “Bombed” só destroi as cartas de Intel que foram jogadas no mesmo round. As cartas de Intel que já estavam na mesa permanecem na mesa. Como jogamos errado, a cada carta “Bombed” o jogo era resetado pra agência que tinha tomado a bomba, pois a pontuação da agência zerava.

O erro número 2 foi menos crítico, mas ainda assim poderia ter sido usado pra acelerar (ou não) o jogo. Cartas de Intel que pontuam (A, B, C ou D) são transferidas para outro jogador quando o alvo é um agente e não uma agência. A utilidade disso é duvidosa, mas, se não me engano, estávamos descartando todas as cartas que não eram Rookie quando o target era um agente.

Era hora de salvar o mundo de epidemias. Em Pandemic, os jogadores jogam em colaboração para “vencer o tabuleiro”. Não era dia dos players, o tabuleiro venceu duas partidas, os players uma.

Finalmente, o aclamado Puerto Rico conheceu as mesas do FOP. E quem levou na estreia foi o André.

R1 e Jean foram para o ringue, disputar uma partida de Jab – Realtime Boxing. Jean levou, por knockout!

Se a temática de Jab não te surpreendeu, esta vai. Rattus: um jogo sobre a peste negra. No jogo, os players movimentam sua população pela Europa, fugindo dos ratos, e da praga que abalou a o continente o século 14. Abstraindo essa parte, a dinâmica é ótima, altamente recomendado!

 

O card game the colonização Race For The Galaxy também entrou.

O respeitado 7 Wonders também foi para a mesa, apresentado para 5 novatos, foi minha única vitória do dia🙂

Pra fechar a noite, o grupo formado por Leonardo, André, Cão, Dão e Ramsés jogou a sua 2ª partida da curiosa e muito bem bolada nova versão de Risk, o  Legacy. Risk Legacy desenvolvido para se modificar a cada uma das suas 15 partidas iniciais e para ser jogado sempre com o mesmo grupo de jogadores.

Dão levou esta, Leonardo levou a primeira. Faltam 13…

Valeu, galera, e até o próximo evento!

Esta entrada foi publicada em Encontros anteriores. ligação permanente.

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s